SIGA-NOS:

Notícias



Projeto que proíbe adoção de animais por quem já praticou maus-tratos é aprovado na Câmara

Vereadora Juliana Damus é autora do projeto de lei complementar


A Câmara Municipal de Araraquara aprovou o Projeto de Lei Complementar nº 22/2019, de autoria da vereadora Juliana Damus (Progressistas), que impede a adoção de animais por pessoas que cometeram maus-tratos. Quem pratica maus-tratos ficará impedido de adotar por cinco anos a partir da data da infração.

A Lei de Crimes Ambientais considera conduta criminosa tais abusos, mas, de acordo com a parlamentar, os casos ainda são frequentes no município. “Há um cadastro de todos os tutores multados por maus-tratos e infrações diversas na Gerência de Zoonoses e esses dados poderão ser utilizados para as finalidades do projeto. Infelizmente, muitas pessoas não são conscientes, por isso precisamos apelar para a força da lei”, frisou Juliana.

Define-se maus-tratos como sendo toda ação direta ou indireta, capaz de provocar privação de necessidades básicas, sofrimento físico. Medo, estresse, angústia, patologia ou até mesmo a morte do animal. Nesse sentido, na Lei nº 9.605, de 1998 (Lei de Crimes Ambientais) está tipificado como crime no artigo 32 – “Praticar ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”.

“Os animais de estimação estão presentes em metade dos lares brasileiros e, por grande parte dos cidadãos, são considerados como membros da família. Apesar da legislação de proteção, lamentavelmente, os casos de maus-tratos são frequentes. Estamos fazendo nossa parte no município e aguardamos que venha legislação federal para aumentar a pena e aplicar outras medidas de proteção”, assegurou a vereadora.

O projeto apresentado por Juliana e aprovado na Câmara foi feito em conjunto com a Comissão de Proteção Animal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), presidida pela advogada Carolina de Mattos Galvão. O projeto passa a aguardar a sanção do Executivo para se tornar definitivamente lei no município.


Outras Notícias

Fique por dentro

Com pandemia, arrecadação municipal cai no 1º quadrimestre do ano

29 de maio de 2020

Na tarde desta sexta-feira (28), ocorreu, no Plenário da Câmara Municipal, a Audiência Pública de Prestação de Contas de diversos órgãos da administração municipal relativa ao primeiro quadrimestre...



Banco de Lajes de Arenito da Formação Botucatu é instituído no município

29 de maio de 2020

Em 2019, foi aprovada a Lei nº 9.503/2019 que define o procedimento de remoção, reforma, descarte e outras obras envolvendo calçadas revestidas de lajes de arenito da Formação Botucatu: as “calçada...



Requerimento homenageia os 120 anos da Fiocruz

29 de maio de 2020

O vereador Jéferson Yashuda (PSDB) apresentou o Requerimento nº 510/2020, em homenagem aos 120 anos da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), completados dia 25 de maio.  O parlamentar destaca que “no mo...



Contrato com agência de propaganda é questionado junto ao Executivo

29 de maio de 2020

O vereador Elias Chediek (MDB) encaminhou, na quinta-feira (28), o Requerimento nº 529/2020 ao Executivo, questionando o contrato celebrado entre a Prefeitura e a empresa Eurofort Comunicação Eirel...



Pit stop do Colégio Progresso

29 de maio de 2020

Neste sábado (30), o Colégio Progresso realiza campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis e produtos de higiene e limpeza, em sistema drive-thru, na portaria da Avenida Portugal, das 8 às...



A Covid e o Direito

29 de maio de 2020

O Centro Jurídico Social (CJS) do campus de Franca da Universidade Paulista (Unesp) elaborou uma publicação que reúne orientações jurídicas relacionadas à Covid-19. Destinada ao público em geral, a...