Notícias



Legislativo acompanha discussão que busca motor alternativo

Câmara Municipal foi representada no evento pelo presidente, Aluisio Boi (MDB), pelo segundo secretário, Lucas Grecco (PSL), e mais sete vereadores


Ao mesmo tempo em que a descarbonização do setor automotivo ganha força em todo o mundo, com metas de erradicação da emissão de carbono até 2035 por nações como Estados Unidos e União Europeia, o movimento acende um alerta para o setor sucroalcooleiro, que tem grande parte de sua produção voltada ao etanol. O assunto foi discutido no evento “Híbrido Etanol: O Motor do Futuro – Uma agenda de desenvolvimento, emprego e sustentabilidade”, que reuniu governantes, sindicatos, pesquisadores e montadores de veículos, na manhã da quarta-feira (6), no Centro de Eventos de Araraquara e Região (Cear), com o objetivo de discutir uma nova fonte de energia limpa para automóveis.

Na abertura, a Câmara Municipal de Araraquara foi representada pelo segundo secretário, Lucas Grecco (PSL), acompanhado do presidente, Aluisio Boi (MDB), e dos vereadores Carlão do Joia (Patriota), Emanoel Sponton (Progressistas), Fabi Virgílio (PT), Guilherme Bianco (PCdoB), Hugo Adorno (Republicanos), Marchese da Rádio (Patriota) e Paulo Landim (PT).

Para Boi, a escolha de Araraquara para sediar um evento deste porte demonstra a importância da cidade para o desenvolvimento regional. “Araraquara é ícone quando se fala em inovação. Apenas com a união de todos os setores da sociedade – Legislativo, Executivo, universidades, trabalhadores e empresários - será possível pensar em uma alternativa que seja benéfica tanto para o meio ambiente quanto para a economia da região e do país”, salientou.

Representando os prefeitos que integram o Consórcio de Municípios da Região Central do Estado de São Paulo, o prefeito Edinho Silva (PT) destacou o momento histórico do evento e compartilhou sua preocupação quanto ao futuro da economia da região. Segundo o prefeito, são 1,2 mil municípios que dependem diretamente da economia sucroalcooleira.

“Qual o papel do Brasil na transformação da matriz energética para que a gente não sofra um desmanche em nosso setor industrial; para que a gente não sofra um desmanche das nossas usinas, da nossa capacidade produtiva de etanol? Qual impacto isso geraria na economia local, regional e brasileira? Eu penso que o motor híbrido tem que assumir a centralidade nesta história e tem que ser rápido, muito rápido”, frisou Edinho.

 

Motor híbrido

Uma das alternativas levantadas para atender à demanda do mercado por energia limpa é o desenvolvimento de veículos híbridos elétricos, com propulsor a combustão flex ou movido exclusivamente a etanol. Outra tecnologia sugerida envolveria um sistema que permitiria a transformação do etanol em hidrogênio para alimentar a bateria elétrica, descartando a necessidade de carregamento pela tomada.

O assunto foi discutido em três painéis: "Carro híbrido a etanol (desafios e oportunidades da academia ao mercado)", "Carro híbrido: Um conceito sustentável - Carro elétrico é mesmo sustentável?" e "O novo ciclo do etanol: Qual o caminho para o etanol se consolidar como principal fonte sustentável de energia para o futuro?". Os painéis foram mediados por governantes, pesquisadores, representantes de universidade, de entidades de trabalhadores, de montadoras de veículos, além de representantes da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) e de outras instituições.

 

Proálcool

O Programa Nacional do Álcool (Proálcool) é fruto de uma iniciativa do governo federal de intensificar a produção de álcool combustível (etanol) para substituir a gasolina, frente à crise mundial do petróleo, durante a década de 1970, que elevou o preço do produto, impactando negativamente nas importações do país.

Nesse sentido, em 1975, foi criado o Proálcool, que passou a oferecer vários incentivos fiscais e empréstimos bancários com juros abaixo da taxa de mercado para os produtores de cana-de-açúcar e para as indústrias automobilísticas que desenvolvessem carros movidos a álcool.


Publicado em: 07 de outubro de 2021

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias da Câmara

Comentários

Adicione seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.


Outras Notícias

Fique por dentro

Lei sancionada fortalece políticas públicas para as mulheres

26 de novembro de 2021

Em ato realizado na Prefeitura na tarde da sexta-feira (26), foi sancionada a Lei Municipal nº 10.325/2021, de autoria das vereadoras Fabi Virgílio (PT), Filipa Brunelli (PT), Thainara Faria (PT) e...



Câmara debate Estatuto da Cidade

26 de novembro de 2021

Na próxima segunda-feira (29), a Câmara Municipal de Araraquara realiza uma mesa redonda com o tema “20 anos de Estatuto da Cidade – avanços e retrocessos sobre as cidades em transição”. A atividad...



Inscrições Fatec

26 de novembro de 2021

Continua aberto, até as 15 horas de 1º de dezembro, o período de inscrições on-line para o vestibular do 1º semestre de 2022 da Faculdade de Tecnologia de Araraquara (Fatec). Ao todo, são 120 vagas...



Novembro Roxo

26 de novembro de 2021

Para alertar sobre o nascimento de bebês prematuros e os cuidados que as mães devem ter desde o pré-natal, a Fungota promove o Novembro Roxo, mês internacional de sensibilização para a prematuridad...



Sesmt

26 de novembro de 2021

A Prefeitura informa que o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt) retomou totalmente suas atividades presenciais, que foram interrompidas por conta da pa...



DPU para todos

26 de novembro de 2021

De 29 de novembro a 3 de dezembro, a Defensoria Pública da União traz para Araraquara o projeto “DPU para Todos”, cujo objetivo é oferecer atendimentos jurídicos gratuitos. O atendimento será das 9...





Esse site armazena dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!